O amor é a essência da vida

Tag  Tags: , , - Categorias: Estudos e Mensagens por Efatah



Assim como Cristo resumiu toda a Lei em dois Mandamentos, a vida do cristão pode ser resumida em um único verbo: amar. Todo ser humano sente a necessidade de ser amado. Quase todos sabem a importância de amar. Amar aos pais, aos filhos, aos irmãos, aos namorados, às namoradas e assim por diante. Mas o que muitos não sabem é como levar essa amor ao alcance determinado por Cristo. O cuidado do Senhor em ORDENAR que seus discípulos se amassem mostra quanto é fundamental para a vida a disseminação do amor entre os Filhos de Deus.

Efésios 4.15-16: “Antes, seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”.

1. O AMOR É SEMENTE . A vida começa num ato de amor.
A união de um gene X com um Y só acontece, quando duas pessoas que se amam, estabelecem uma união fundamentada nesse amor. Jesus ilustrou seu sacrifício (o maior ato de amor já conhecido pela humanidade) com a figura de uma semente.
João 12.24 – “Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto.”

Da mesma forma, a vida de uma Igreja nasce de um ato de amor, quando algumas pessoas, movidas por um magnífico amor à obra de Deus, decidem unir suas forças para formar um novo núcleo de pregação, adoração e evangelização.
Foi o amor de Deus por cada um de nós que nos transformou em Filhos desse mesmo Amor.

2. O AMOR É COMBUSTÍVEL . É o amor que aquece, move e fortifica.

Lucas 24.32 – “E disseram um para o outro: Porventura, não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava e quando nos abria as Escrituras?” (aquece)

João 15.12,13 – “ O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.” (move)

3. O AMOR É VÍNCULO . O amor une os corações.
Efésios 3.17-19 “para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração; a fim de, estando arraigados e fundados em amor, poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.”

1 João 4:20 “Se alguém diz: Eu amo a Deus e aborrece a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?”
Não é por acaso que Jesus enfatizou tanto a respeito do amor. Sem amor a Igreja se desintegra. Quando o amor diminui, começa a aumentar o nível das tribulações individuais. O desempregado desiste de seguir a Jesus, a viúva fica mais resmungona, o doente fica mais doente, e a vida na igreja fica triste.

CONCLUSÃO . O amor une os corações.

Quando Jesus diz em João 10.10, “O ladrão vem para roubar, matar e destruir”, e completa com: “Mas Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância”, Ele estava por certo confiando no seu poder DIVINO. Mas também é certo que o seu poder requer obediência à seu Mandamento, descrito em João 15.12: “Mas o meu Mandamento é este …”. Este mandamento é a pedra fundamental da VIDA. Em primeiro lugar, Ele requer que o amemos, aceitando-o como nosso Suficiente Senhor e Salvador. Depois, Ele espera que nós, os seus escolhidos venhamos acolher os novos irmãos com o mesmo amor que Ele nos deu. Mas para isso …

Autor: Dc. Carlos Ribeiro






Este artigo foi escrito em sábado, julho 25th, 2009 e armazenado em Estudos e Mensagens. Você pode acompanhar as respostas para este post através do RSS 2.0 feed. Você pode comentar, ou deixar trackback de seu site.

Deixe um Comentário


Facebook

Twitter

RSS Feed

Últimos Posts



Colabore conosco fazendo uma doação de qualquer valor. Basta clicar na imagem abaixo.