Home Estudos e Mensagens Casamento e Batalha Espiritual

Casamento e Batalha Espiritual

50
0
RSS Feed

Edificar um casamento bem sucedido hoje em dia, face à atual conjuntura sócio-espiritual em que nos encontramos, é uma tarefa que requer bastante tato, conhecimento, habilidade e esforço; como é de praxe em todo e qualquer empreendimento que envolva as relações humanas. Por ser o foco principal da atenção do céu e do inferno, o casamento precisa estar firmado nos princípios sólidos da Palavra de Deus para que não venha romper-se quando experimenta as crises porque passa a convivência diária do casal.

“Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne!” Mt 19:5

I – O CASAMENTO NA VISÃO DE DEUS

Quando Deus uniu o homem e a mulher no jardim do Éden, os uniu em casamento, num relacionamento de Aliança. Para entender o casamento na Visão de Deus, precisamos entender a Aliança como Deus a vê.

1 – O acordo de aliança leva o casal a comprometerem-se por toda a vida, num compromisso inquebrável, irrevogável, indissolúvel, que deve ser mantido até a morte.

2- O casamento não é apenas um acordo entre o homem, o qual é inteiramente dependente do desempenho do acordo.

Você não pode dizer: “Eu vou manter meu lado fiel enquanto você mantiver o seu. Se vier a me desgostar, se não cumprir tim-tim por tim-tim o que me prometeu, vou deixar você. Vou procurar uma pessoa que me corresponda e me faça feliz e seja firel às suas promessas.”

3- O casamento na Visão de Deus é uma aliança comparável àquela que Jesus tem com a Igreja e que está declarada em Hb 13:5 que diz: “De maneira alguma te deixarei, nunca, jamais te abandonarei.”

Já imaginou se o Senhor Jesus ao invés de estabelecer uma aliança inquebrável conosco tivesse feito um contrato dependente do nosso desempenho? Com certeza já estaríamos perdidos e abandonados.

4- Na Visão de Deus o casamento é uma Aliança de Amor Infinito que deve retratar a união de Cristo com a Igreja.

Leia Ef. 5:22-25: “22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos maridos, como ao Senhor;
23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o Salvador do corpo.
24 Mas, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus maridos.
25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,

5- Cristo sendo sempre uma parte fiel na Aliança nunca desiste de nós, que muitas vezes somos infiéis para com ele. II Tm 2:13 diz: “Se formos infiéis, Ele permanece fiel, pois de maneira nenhuma pode negar-se a Sí mesmo.”

É uma questão de honra para Deus manter sua Aliança conosco irrevogável, e ele espera que sejamos seus imitadores.

II – PROTEGENDO O CASAMENTO DAS INVESTIDAS DO DIABO

Gn 2:15 – “ Tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no Jardim do Éden para o cultivar e GUARDAR”

Gn 2:18 – “Disse mais o Senhor Deus: “Não é bom que o homem esteja só, farlhe-ei uma AUXILIADORA que lhe seja IDÔNEA”

Gn 2:24 – “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois UMA SÓ CARNE”

1- O homem precisava de alguém que se identificasse com ele a nível de alma (personalidade) e espírito, e que lhe satisfizesse plenamente na união física do sexo.

a) Para Adão tudo era satisfatório no mundo do lado de fora, interiormente porém, havia no coração de Adão a necessidade de uma companhia, de uma ajudadora, de uma fonte de prazer e correspondência afetiva.

2- Após a criação de Eva e a celebração do 1º casamento no Éden, a responsabilidade de proteção do lar passou ao casal. Ambos Adão e Eva, deveriam estar fortes e preparados para não cair nas astutas ciladas do diabo, que a qualquer momento poderia atacar o relacionamento marital e provocar a destruição do lar.

3- Ao abrir a brecha para o tentador entrar no seu lar, o 1º casal deu-lhe legalidade para assumir os domínios da esfera terrestre. Daí para frente veio as duras conseqüências do pecado, maldições e castigos impetrados pelo Senhor Deus.

a) Hoje ocorre da mesma maneira nos lares, a astuciosa serpente continua se infiltrando nos lares, nos relacionamentos conjugais.

b) Se o seu relacionamento conjugal está afligido por alguma seta malígna, busque na Palavra de Deus o antídoto para eliminar todo o mal.

4- Cuidado com os botes da serpente

a) Satanás é sujo e joga sujo. Ele é inimigo do lar e do casamento porque são instituições divinas, são partes essenciais do projeto de Deus para a humanidade.

b) Na área do relacionamento conjugal o diabo tem encontrado seu campo favorito para atacar a Deus, pois neste ele consegue promover seus maiores estragos.

c) Quando o diabo consegue levar um casal à separação e destruição do lar, ele conquista muitos pontos, pois abate multidões de pessoas além dos dois.

d) Veja o que Deus acha do divórcio: “Pois eu detesto o [divórcio], diz o Senhor Deus de Israel, e aquele que cobre de violência o seu vestido; portanto cuidai de vós mesmos, diz o Senhor dos exércitos; e não sejais infiéis.” Mal 2:16

Conclusão

Um casal que teme ao Senhor e deseja sempre andar em seus caminhos procurará usar todas as armas de Deus, para rechaçar da sua convivência diária os seus inimigos espirituais.

Procurará também guardar e vigiar o seu relacionamento, mantendo-o sempre em consonância com os princípios da Palavra de Deus, pois esta é a visão de Deus para o nosso casamento.

Autor: Pr. Tony Leno Ribeiro

RSS Feed

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here