Home Estudos e Mensagens A vida de oração

A vida de oração

228
0
RSS Feed

Quando recebemos a Cristo como Salvador e Senhor, entramos numa nova esfera de vida. Com o novo nascimento, nos tornamos filhos de Deus, lavados e remidos no sangue remidor do Senhor Jesus Cristo! Comprados pelo Sangue do Cordeiro de Deus!

Texto Básico: 1Ts 5:17

1. INTRODUÇÃO
Dentre as muitas maravilhas que nos alcançam então, está a adoção de filho! Ou seja, quando entendemos o plano da salvação e decidimos aceitar a Cristo como Salvador pessoal, nos tornamos filhos de Deus por adoção! (Jo 1:12).
Assim sendo, a oração é o meio através do qual falamos com Deus e ouvimos Sua voz. A Bíblia nos ordena a orar (Mt 7:7; Fp 4:6), mas também nos garante que Deus ouve quando oramos (veja, por exemplo, Sl 10:17; 65:2).
Neste estudo, queremos ajudar você a compreender a necessidade de apropriar-se deste novo relacionamento do qual desfruta com Deus, agora que você é um crente. Queremos ajudar você a compreender a necessidade de se relacionar com Deus através da oração.

2. O QUE É ORAÇÃO?
A primeira coisa que precisamos definir, é o que é oração.
Existem muitas definições para oração. No entanto, cremos que a melhor definição para oração seja a de que oração seja a conversa sincera do filho com seu pai. Ou seja, orar é conversar com Deus, como um filho conversa com seu pai! É aquele relacionamento, no qual temos a oportunidade de falar com Deus e ouvir Sua voz, Seus conselhos, Sua vontade. Orar é falar aquilo que está no âmago de nosso ser ao Deus Todo-Poderoso, que agora Se tornou nosso Pai!

3. QUANDO ORAR?
A Bíblia nos ensina que devemos orar sempre, sem cessar (1Ts 5:17). Ou seja, devemos orar em todos os momentos, sem interrupção. Talvez você se pergunte: mas, como orar sem cessar, se tenho que trabalhar, lavar, passar, cozinhar, capinar, estudar… O ensino bíblico é de que o crente deve cultivar um espírito de oração, isto é, deve estar em constante oração em espírito.
Outro ensino de grande importância na Bíblia, é de que devemos perserverar em oração, ou seja, não devemos desanimar de orar (veja At 1:14). Quando oramos, toda a organização espiritual da maldade nos lugares celestiais se organizam a fim de nos impedirem de orar. Se não conseguirem, farão todos os esforços para nos fazerem desanimar de orar. Por outro lado, a Bíblia nos exorta a orar noite e dia (veja 1Tm 5:5).

4. O QUE DEVE ACOMPANHAR A ORAÇÃO?
A Bíblia nos ensina claramente que a oração deve ser acompanhada de algumas atitudes, sem as quais corremos o risco de não sermos bem sucedidos na oração. Vejamos:

a) Arrependimento e confissão.
Quando oramos, devemos estar dispostos a nos arrepender de todo e qualquer pecado que tenhamos cometido, e devemos estar dispostos a confessá-los, pois a Bíblia nos garante o perdão (2Cr 7:14; Ne 1:4-7; 1Jo 1:9).

b) Vigilância.
Quantas vezes somos enredados e perdemos longos momentos de comunhão com o Senhor, porque apenas oramos e não vigiamos (Lc 21:36; 1Pe 4:7; 5:8); e

c) Ações de graças.
Nossas orações também precisam estar acompanhadas com ações de graças. É tão comum nos colocarmos em longos períodos de oração clamando bênçãos e vitórias, mas poucos momentos de louvor, adoração e ação de graças. Veja Fp 4:6 e Cl 4:2.

5. CONCLUSÃO
Conforme pudemos observar neste estudo, necessitamos urgentemente de oração, pois ela é como o orvalho que dá vida às flores, é como o sol que aquece e ilumina, como o vento que produz refrigério e alívio. É um refúgio seguro em meio ao temporal da vida. É alimento para a alma, estímulo para o espírito e renovo para o corpo! Oremos sem cessar!!!

Autor: Pr. Lázaro Soares de Assis

RSS Feed

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here