Home Estudos e Mensagens A Teologia da Cruz de Cristo

A Teologia da Cruz de Cristo

72
0
RSS Feed

E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.. (Fp 2.8) Neste texto das Sagradas Escrituras vemos o apostolo Paulo fazendo uma alusão ao ministério de Jesus Cristo, defendendo sua humildade e modo de viver, mas o que chama a atenção é que no versículo 8 de sua carta ela o apostolo para, para fazer uma ressalva e fala sobre a morte de Jesus, ressaltando que Jesus foi fiel e obediente até a morte de cruz, demonstrando toda sua submissão a vontade de seu Pai celestial. Gostaria de faze-los entender o que era a cruz e qual o seu real significado, de onde veio este terrível castigo, porque ele tinha que morrer daquela forma tão cruel, enfim vejamos a TEOLOGIA DA CRUZ DE CRISTO.

Sua origem: Foi na antiga Assíria o local onde foi inventada esta forma de tortura, adotada de pronto modo pelos romanos como forma de castigo violento, vergonhoso, doloroso e humilhante para todos aqueles que se rebelavam contra o império.

A cruz de dividia em duas partes sendo que a maior chama-se Estirpe, pela sua postura ereta e alinhada a parte que é fincada no chão, daí vem uma palavra do nosso vocábulo que se diz a respeito de um homem bem alinhado “Cidadão de Estirpe”. A menos parte era chamada de partibulo ou pequena parte, pesando cerca de 60 kg, era a parte onde se pregavam as mãos dos condenados e foi justamente esta parte que Jesus conduziu até o Gólgota ou local da caveira, onde se executavam os mandados de morte. Do pretório até o Gólgota distava cerca de 1Km e foi o percurso doloroso que Jesus percorreu em nosso favor, hoje este percurso é chamado de Via de Sangue.

Mas o que me chama a atenção não muito da historia não que ela não se faça necessária, mas o que representa esta cruz para nós nos dias de hoje? Será que damos a verdadeira importância para ela ou é mais um amuleto, objeto de joalheria, pingente etc.? Mas gostaria de poder responder esta pergunta de forma sistemática, separando por tópicos, então vejamos.

O que ela a cruz representa.
a) Instrumento de tortura e dor.
“Mas a Deus agradou moelo fazendo enfermar”. (Is 53.10a)
b) Lugar de maldição ou do maldito.
“O seu cadáver não permanecerá no madeiro, mas certamente o enterraras no mesmo dia, por quanto o pendurado no madeiro é maldito de Deus.” (Dt 21.23)
c) O local de reconciliação.
“E pela cruz reconciliar ambos com Deus.” (Ef 2.16)
d) Lugar de escândalo e vergonha.
“Logo o escândalo da cruz está aniquilado.” (Gl 5.11)

Qual a mensagem da cruz?
a) Fazer conhecido as pessoas os sofrimentos que o Senhor Jesus, passou nas suas ultimas horas de vida terrena.
b) Trazer a memória que estes sofrimentos estavam preparados para nós.
c) Lembrar dos atos humilhantes e vergonhas que Ele, passou em nosso lugar.
d) Lembrar que ali naquela cruz todos o abandonaram até mesmo o Pai.
e) Que ali foi vertido o sangue mais limpo, imaculado, precioso e poderoso para perdoar o pecado de todos os homens até daqueles que o afligiam naquela hora.
f) Saber que Deus nos olha através desta cruz a cruz de Cristo e assim quando contrasta o nosso pecado vermelho, com o vermelho do sangue de seu Filho, Ele não vê nenhum pecado, pois o sangue de Jesus nos purifica de todos os pecados.
g) A cruz simboliza a união entre todos os irmãos de todo o mundo, onde vemos uma cruz podemos dizer “Aqui o cristianismo chegou”.
h) É o maior símbolo de amor, paz, humildade e sofrimento de todo o cristianismo.

O que temos feito com a cruz de Cristo?
a) Muitas igrejas e seus dirigentes fizeram dela um objeto qualquer e agora são donos da igreja.
b) A mensagem que ela a cruz nos passava, não atraia mais o publico por isso foi substituída pela mensagem profano do mundo.
c) Trocamos a velha cruz de Cristo, pela nova mensagem do evangelho as Bênçãos.
d) As mensagens pregadas atualmente, são na sua maioria baseada em experiências superficiais, sem base bíblica e compromisso com a mensagem da cruz.
e) A cruz já não simboliza mais a união entre irmãos e sim a discórdia, até guerras foram travadas em nome do Cristo.
f) Nos púlpitos das nossas igrejas são pregadas mensagens que massageiam o ego dos ouvintes, mensagens anestésicas, trazem alegria aos que ouvem, aos pecadores, aos visitantes, mas em contra partida a cruz de Cristo verdadeira, nos leva a ser confrontados com nossos pecados e a reagirmos em relação aos pecados entregando-nos ao Senhor como nosso Salvador.

Esta cruz a antiga a do Cristo traz a nós uma grande mensagem, a que temos de ter uma mudança de caráter, comportamento e de vida.

Negamos portanto quaisquer tipos de vínculos que a nova cruz tenha nos proporcionado e nos apegaremos de forma profunda, integra e real a velha cruz, sim aquela mesma em que um dia Pregaram o nosso Salvador.

Autor: Pr. Eder Guerrero da Silva

RSS Feed

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here